Nunca se falou tanto em conceitos como personal branding ou marca pessoal. Mas o que significa esta ideia tão recente? O personal branding é uma estratégia de criação de uma reputação ou imagem pessoal no mundo profissional. Ter este processo bem definido e desenvolvido é essencial para garantirmos que a imagem que projetamos para terceiros, sejam clientes, parceiros ou colegas de trabalho, é, efetivamente, a imagem que queremos transmitir e que nos vai ajudar a alcançar as nossas metas.

Selecionámos, então, 7 dicas essenciais para te ajudar a construir a tua marca pessoal:

  1. Definir o objetivo

O primeiro passo é questionarmo-nos quanto ao objetivo que queremos alcançar. Que resultados pretendo alcançar? Neste contexto, qual é a imagem que precisas de adquirir para prosperar e ter sucesso? Qual aparência física, código comportamental, que atitude e postura será a ideal? Estas e outras questões deverão ser alvo de uma reflexão e sistematização para que o objetivo inicial seja alcançado.

  1. Autenticidade

Só podes criar a tua marca pessoal se te conheceres a ti mesmo. Destaca as tuas qualidades e pontos fortes e sê sempre fiel à tua essência. O teu personal branding será tão melhor quanto mais autêntico fores. É a autenticidade que te torna único.

  1. Qual é a tua narrativa?

Numa altura em que é tão difícil prender a atenção de uma audiência, independentemente de quem ela é, o storytelling é uma técnica indispensável na construção da marca própria. Estrutura a história que queres contar e torna-a interessante e inspiradora para o grupo de pessoas a quem te diriges. Através de vídeos, stories ou publicações nos mais variados formatos, nas plataformas que tiveres ao teu dispor, divulga a tua narrativa para que ela chegue ao máximo de pessoas possível.

  1. Coesão e coerência

Manter um fluxo de comunicação consistente no que diz respeito à imagem que transmitimos ao longo do tempo é fundamental para que o público absorva a informação e se recorde de nós. Neste ponto, é essencial manteres o foco e a autodisciplina, para que não haja uma dispersão nem um desvio face ao plano inicialmente traçado.

  1. Inspirações

Não parar de evoluir é um mote a seguir no desenvolvimento do personal branding. Então, porque não recolher um conjunto de pessoas que te inspirem no modo como trabalham a sua reputação? Segue estas pessoas, alimenta a tua criatividade, permanece atento às tendências do mercado e procura fazer sempre mais e melhor.

  1. Manter rede de contactos

Todo o processo de criação de uma marca pessoal é da tua responsabilidade. A divulgação Dda tua marca pode e deve ser feita com recurso a diferentes canais. Faz contactos estratégicos online (no LinkedIn, por exemplo), e offline (como clientes e parceiros) e incentiva-os a interagiram contigo e a divulgarem o teu personal branding.

  1. Espírito crítico e resiliência

Tal como em qualquer projeto, o caminho não é perfeito. Mantém-te alerta para os teus pontos menos fortes e procura melhorá-los. É importante teres presente que é necessário ser resiliente e que os potenciais constrangimentos que possam surgir são uma fonte de aprendizagem.

 

Gostaste destas dicas? Com o serviço de Coaching da U-Qualify podes ter acesso a mais valiosos insights que irão ajudar-te a construir a tua marca pessoal.  Dá início a uma viagem de autoconhecimento e faz check-in rumo à tua melhor versão aqui.